sâmbătă, noiembrie 25, 2006

Vitor Lopes e Producers @ Out.fest



Vitor Lopes, começa sentado. Escrevinha frases melódicas com a sua guitarra. Em discurso directo, espontâneo. Entre fraseamentos free e punk visceral demonstra que a música pode ser quão simples e directa quanto o movimento de um corpo. Levanta-se o seu discurso empolgado mostra-nos um artista em transe, embebido no licor da sua música, transtornado. O discurso torna-se agreste, compulsivo. Quem paga a factura é a sua guitarra rasca que não terá custado mais do que 20 contos. As frases na guitarra são então substituídas por frases ditas pelo próprio, imperceptíveis. O transtorno torna-se tão brutal que assola por inteiro uma pequena sala onde não estariam mais de 20 pessoas. A actuação termina repentinamente, o artista sai porta fora até à rua. A certeza que fica é que Vítor Lopes acaba de nos brindar com um momento único e incrível, marcante. Para ficar escrito nos anais da cultura contemporânea portuguesa. Nós agradecemos.
Antes haviam estado os Producers. A sua música é um misto de transe e experimentalismo electrónico. Convida ao movimento dos corpos e à ingestão de bebidas de teor alcoólico….

2 Comments:

Blogger Rock rola em Barcelos said...

andam por ai uns The Dandelion Riots muito bons...
a ver: Myspace.com/thedandelionriots

7:18 p.m.  
Blogger Rock rola em Barcelos said...

mera sugestao é claro!

7:18 p.m.  

Trimiteți un comentariu

<< Home